Migrando Dominio windows Server 2000 para Server 2008

Otima dica do colega Helton Oliveira, já me salvou algumas vezes, pois eu nunca lembro como se transfere a FMOS, (será que alguem memoriza isso tudo??? hauaa, é muito comando na cabeça gente, eu ainda por cima mexo em Linux, não da pra lembrar tudo!)

link: Aqui

DETALHE: Para mudar o nome do dominio você tem que usar Rendom – DomainRename tool. 

Anúncios

Windows Phone 7 Review

Eu como adorador da empresa Microsoft, não podia esquecer de deixar aqui esta dica, alguns links para reviews bem bacanas do novo mobile da Gigante de Softwares do universo.

Eu já tenho meu Android, e estou gostando bastante, mais assim que tiver uma oportunidade quero testar e  ter um brinquedinho desses rodando o sistema do Tio Bill.Eu ia ficar legal quando visse um desses se autenticando no AD do meu Windows Server.

Review da PCWORLD

Review do Gizmodo

Review da MOBILETECH

Uma só licença pirateada de software foi usada 775.000 vezes em 200 países

Afinal, qual o tamanho da pirataria? Quando a empresa de segurança Avast percebeu que uma de suas licenças pagas estava sendo distribuída ilicitamente na internet, eles decidiram rastreá-la. Um ano e meio depois, os downloads chegaram a um milhão.

A licença foi comprada por uma empresa de 14 usuários no Arizona (EUA), de acordo com a PC Pro. De lá, ela entrou em sites de compartilhamento de arquivo o suficiente para chegar a 774.651 usuários, espalhando-se por mais de 200 países. De acordo com a Avast, dois dos computadores que instalaram o programa estavam na Cidade do Vaticano( O papa usa AVAST?)

Mas a festa acabou: a Avast começou a mostrar avisos pop-up em computadores com o aplicativo baixado ilegalmente, que exibem os links para a versão gratuita e a versão paga do software. Aparentemente houve “algumas conversões”, mas o valor real para a Avast pode vir é da publicidade que essa história está gerando, em posts como este. A gente compensa linkando para o Microsoft Security Essentials.

Chrome OS: conheça a visão do Google sobre o sistema operacional

O Chrome OS finalmente chegou, em sua forma completa e final, e eis o resumo: trata-se de um sistema operacional completamente baseado na nuvem que funciona dentro de um navegador do Chrome, com capacidade de ligar instantaneamente e uso de dados por meio da operadora Verizon, nos EUA.

O Chrome OS trabalha inteiramente como um navegador, o que significa que você pode rodá-lo dentro de qualquer Chrome, ou qualquer sistema operacional compatível, ou numa máquina dedicada. O Chrome dá acesso às “pastas” direto do navegador, salvando no cache os aplicativos e documentos que você usará no modo offline.

Notebooks com Chrome OS também terão acesso à rede 3G, e nos EUA a Verizon já é a primeira parceira do Google, oferecendo 100MB de dados gratuitos por mês nos próximos dois anos. Há também uma variedade de planos sem necessidade de contrato.

CLIQUE EM LEIA MAIS

Continuar lendo