Entenda mais sobre Vulnerabilidades 0-day

Um termo que vem sendo comumente usado nos tempos de hoje é “vulnerabilidade 0-day“, não que esse termo seja de agora, muito pelo contrário, esse termo já vem sendo usado a muito tempo, porém era mais comum ver, ouvir e ler esse termo em grupos de especialistas em segurança, hackers, crackers, etc. Como a internet vem ficando cada vez mais comum e os internautas cada vez mais interessados em assuntos relacionados a segurança, hoje em dia você facilmente verá em vários portais de notícias algo como “O Hacker invadiu o site … através de uma vulnerabilidade zero-day“.

Se traduzirmos livremente o termo 0-day ou zero-day temos o “dia zero“, se acrescentarmos a palavra “vulnerabilidade” temos “vulnerabilidade dia zero“, isso já nos leva a imaginar que uma vulnerabilidade foi encontrada recentemente. Mas porque isso é tão perigoso? E como os hackers e crackers se aproveitam dessas vulnerabilidades?

Para entendermos melhor o que é uma vulnerabilidade zero-day e quais os riscos delas, vamos analisar três ambientes.

1º Ambiente:

Quando um hacker encontra uma vulnerabilidade em um programa, sistema ou até mesmo site, que até então não tinha sido encontrada (aparentemente) por nenhum outro hacker, essa vulnerabilidade é denominada “zero-day“, ou seja, a vulnerabilidade foi recentemente descoberta. Quando isso ocorre o hacker normalmente avisa a empresa ou programador responsável pelo sistema em questão. Se esse mesmo hacker seguir a ética por completo, ele irá aguardar a empresa lançar uma correção para a falha e só depois ele divulgará publicamente a falha e o exploit para essa falha (caso tenha).

Nesses casos, aonde a ética foi seguida por completo, os usuários descuidados ainda correrão risco pois sabendo ou não sobre essa falha, eles não irão atualizar o seu sistema e ficará vulnerável a ataques, já os usuários mais cuidadosos irão atualizar o sistema e ficarão protegidos de ataques em cima da falha encontrada pelo hacker ético.

2º Ambiente:

Alguns hackers que são considerados Gray Hat (chapéu cinza), quando descobrem uma vulnerabilidade 0-day em um sistema, programa ou site, avisam a empresa ou programador responsável pelo sistema, porém ao invés de aguardar que a empresa lance uma correção para o sistema, o hacker se sente a vontade para divulgar a vulnerabilidade publicamente, algumas vezes até mesmo com o exploit para exploração da falha. Normalmente os hackers com esse modelo de conduta, justificam essa ação como uma pressão a mais, para que a empresa responsável pelo sistema vulnerável se dedique mais na correção da falha e lance o quanto antes a correção, o problema é que isso nem sempre da certo e o resultado são vários e vários usuários que ficam vulneráveis até que a empresa lance a correção.

Nesses casos a melhor medida de segurança é a utilização de uma ferramenta ou sistema semelhante ao vulnerável, até que o mesmo seja corrigido.

3º Ambiente:

Normalmente quando crackers encontram vulnerabilidades 0-day em sistemas, programas ou sites, eles imediatamente tentam criar um exploit para a falha e em seguida partem para a invasão, os mesmos não divulgam a vulnerabilidade nem publicamente nem para a empresa responsável pelo sistema, isso faz com que o cracker tenha posse de uma forma de invasão totalmente desconhecida, o que facilita a invasão de vários outros computadores que utilizam o mesmo sistema vulnerável. Em alguns casos particulares, os crackers trocam vulnerabilidades 0-day por outras vulnerabilidades 0-day em fóruns ou grupos de relacionamentos.

Nesses casos, todos os usuários do sistema vulnerável ficaram expostos a ataques até que a empresa descubra a falha ou alguém a informe, isso pode levar dias, meses ou até mesmo anos.

Resumindo:

As vulenrabilidades 0-day são falhas que foram recentemente encontradas, os exploits 0-day são exploits que foram criados para uma vulnerabilidade 0-day ou um exploit que nunca tinha sido criado para a falha em questão.

Analisando os três ambientes acima, podemos ver que o fato de atualizarmos os programas e sistemas que utilizamos, não nos deixa totalmente imunes a ataques, a melhor forma de defesa ainda é a informação e a boa conduta, por isso sempre evite baixar programas suspeitos ou acessar sites também suspeitos.

Fonte

Anúncios

Um comentário sobre “Entenda mais sobre Vulnerabilidades 0-day

  1. jose aloisio junho 9, 2011 / 9:39 pm

    ola diego,
    amigo encontrei essa pagina na internet falando sobre vulnerabilidades de dia zero. gostaria de voce se possivel me enviasse via email algumas apostilas ou arquivos falando desse tema. estou fazendo um trabalho de conclusao de curso. meu assunto e referente a esse. espero um retorno em breve.me passa seu msn.

    abraço

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s