Principais comandos do terminal no Ubuntu

Para quem mexeu com o sistema operacional mais usado no mundo, ou melhor, Windows, a vida inteira, ao começar a usar o Linux e suas extensões toma alguns sustos e nota que ambos são bem diferentes, não possuem nenhuma ramificação de semelhança. Para começar, não ache que terá todos os joguinhosdo Windows no Linux, pois são arquivos totalmente diferentes, a não ser que use algum emulador ou então o Wine, mas não com a mesma qualidade de um S.O sozinho. Recomendo então para você, que já usa Windows há um tempo, que faça a instalação do Linux em dual-boot, pois caso não se acostume, volte para o windows normalmente. Enfim, vamos ao que interessa.

Aqui, logo abaixo temos alguns comandos básicos do terminal para o Linux, na frente de cada comando, colocarei o que ele faz, e com quais outros ele pode ser ligado, então, mãos à obra!

1. ls (lista o conteúdo de um diretório)
Exemplo: $ ls

2. ls -a (lista os diretórios, arquivos oculto e executáveis)
Exemplo: $ ls -a

3. ls -l (Lista o conteúdo de um diretório detalhadamente)
Exemplo: $ ls -l

4. pwd (mostra o diretório corrente)
Exemplo: $ pwd

5. cd (muda de diretório)
Exemplo: $ cd /etc

6. cd – (volta para o diretório anterior)
Exemplo: $ cd –

7. cd .. (volta um diretório acima)
Exemplo: $ cd ..

8. cd ~ (volta para seu diretório /home)
Exemplo: $ cd ~

9. mkdir [pasta] (cria uma pasta com o nome desejado)
Exemplo: $ mkdir programas

10. mkdir [pasta1] [pasta2] (cria pasta1 e pasta dois ao mesmo tempo)
Exemplo: $ mkdir teste1 teste2

11. mkdir -p [pasta]/[sub-pasta] (cria um diretório e um sub-diretório)
Exemplo: $ mkdir -p teste3/teste3_1

12. rm -r [pasta/arquivo] (deleta uma pasta ou arquivo)
Exemplo: $ rm -r teste3

13. mv [arquivo1] [arquivo2] (renomeia uma pasta)
Exemplo: $ mv teste teste2

14. mv [arquivo] [caminho] (move o arquivo para um determinado caminho)
Exemplo: $ mv imagem. jpg ~/t4k_slack/Wallpapers

15. cp [arquivo] [caminho] (copia um arquivo para um determinado caminho)
Exemplo: $ cp imagem.jpg ~/t4k_slack/Wallpapers

16. ln -s [caminho] [link] (cria um link)
Exemplo: $ ln -s /usr/bin/limewire limewire

17. type [executável] (busca o caminho de um executável)
Exemplo: $ type limewire

18. cat > [arquivo] (cria novo arquivo) Exemplo: $ cat > teste.txt

19. cat [arquivo1] >> [arquivo2] (acrescenta arq.2 em arq.1)
Exemplo: $ cat teste1 >> teste2

20. touch [arquivo] (cria um arquivo)
Exemplo: $ touch teste

21. diff [arquivo1] [arquivo2] (compara os dois arquivos)
Exemplo: $ diff teste1 teste2

22. locate [arquivo] (localiza o arquivo desejado]
Exemplo:$ locate JimiHendrix. jpg

23. head [-linhas] [arquivo] (mostra as primeiras linhas de um arquivo)
Exemplo:$ head -10 texto.txt

23.tail [-linhas] [arquivo] (faz exatamente o contrário do comando anterior)
Exemplo:$ tail -20 texto.txt

24. less [arquivo] (mostra o conteúdo de um diretório)
Exemplo:$ less texto.txt

25. more [arquivo] (mostra o conteúdo de um arquivo)
Exemplo:$ more texto.txt

26. nl [arquivo] (mostra quantas linhas tem no arquivo)
Exemplo:$ nl texto.txt

27. wc [arquivo] (lista número de linhas, palavras e bytes de um arquivo)
Exemplo:$ wc texto.txt

28. [comando1] | [comando2] (conecta dois processos)
Exemplo:$ vi /etc/X11/xorg.conf | more

29. sleep [tempo] && [comando] (executa um comando em um determinado tempo)
Exemplo:$ sleep 2 && pwd

30. echo [mensagem] (exibe uma mensagem em seu shell)
Exemplo:$ echo Olá Big Linux

31. alias [comando/atual] [comando_novo] (muda o nome de um comando)
Exemplo:$ alias dir=ls -l

32. history (lista os últimos 500 comandos que você digitou)
Exemplo:$ history
33. su (muda para o super usuário root, precisa da senha)
Exemplo:$ su, no Big Linux para ter acesso como administrador sem digitar su, digite “sudo su” sem aspas.

34. su [usuário] (muda para outro usuário, também necessita da senha)
Exemplo:$ su fulano

35. shutdown (reinicia o sistema)
Exemplo:$ shutdown

36. reboot (reinicia a máquina com emergência)
Exemplo:$ reboot

37. passwd (troca sua senha)
Exemplo:$ passwd

38. uname (mostra o sistema operacional)
Exemplo:$ uname

39. uname -a (mostra o sistema operacional, nome da máquina, versão do kernel e etc)
Exemplo: $ uname -a

40. dmesg (mostra informações do sistema)
Exemplo: $ dmesg

41. top -d [segundos] (informações detalhadas dos processos)
Exemplo: $ top -d 3

42. ps (mostra os processos corrente “PID”)
Exemplo: $ ps

43. killall [programa] (força o término de um programa)
Exemplo: $ killall xmms

44. xkill (transforma o ponteiro do mouse em um assassino de programa)
Exemplo:$ xkill
45. mkfs.ext2 (formata um disquete em formato Linux)
Exemplo: $ mkfs.ext2 /dev/fd0

46. superformat (formata um disquete em formato DOS)
Exemplo: $ superformat /dev/fd0

47. vmstat [-tempo] (mostra a memória swap em uso)
Exemplo: $ vmstat -2

48. arch (mostra a arquitetura do seu PC)
Exemplo: $ arch

49. lsmod (lista os módulos da sua máquina)
Exemplo: $ lsmod

50. insmod [módulo] (levanta um módulo forçadamente, requer root)
Exemplo: # insmod spca5x

51. adduser (adiciona um usuário no sistema, requer root)
Exemplo:# adduser

52. userdel [usuário] (deleta um usuário, requer root)
Exemplo: # userdel fulano

53. userdel -r [usuário] (deleta o usuário e sua pasta que se encontra no diretório /home,
requer root)
Exemplo: # userdel -r fulano

54. chfn [usuário] (muda informações de um usuário, requer root)
Exemplo: # chfn fulano

55. chage -M [dias] [usuário] (expira um usuário, no dia pré-determinado, requer root)
Exemplo: # chage -M 20 fulano

56. display [imagem.jpg] (mostra uma imagem no X, necessita do ImageMagick)
Exemplo: $ display imagem. jpg

57. convert [imagem.png] [imagem.jpg] (converte o formato .png para . jpg, necessita
também do ImageMagick)
Exemplo: $ convert imagem.png imagem.jpg

58. chmod (altera permissões)
Exemplo: # chmod 666 /dev/hdd

59. mount [device] (monta um dispositivo)
Exemplo: $ mount /mnt/cdrom

60. umount [device] (desmonta um dispositivo)
Exemplo: $ umount /mnt/cdrom

61. eject (abre a gaveta do cd-rom)
Exemplo: $ eject /mnt/cdrom

62. eject -t (fecha a gaveta do cdrom)
Exemplo: $ eject -t /mnt/cdrom

63. halt (desliga o PC)
Exemplo: $ halt

64. date (informa o dia e a hora)
Exemplo: $ date

65. hostname (informa o nome da máquina)
Exemplo: $ hostname

66. du [diretório] (fornece o tamanho de um diretório)
Exemplo: $ du pasta

67. du -S [sub-diretórios] (fornece o tamanho do sub-diretório)
Exemplo: $ du -S sub_pasta

68. [comando] & (inicia um processo em segundo plano e deixa o terminal livre para
trabalhar)
Exemplo: $ gkrellm &

69. cal (mostra um calendário do mês atual)
Exemplo: $ cal

70. cal [ano] (mostra os 12 meses de um determinado ano)
Exemplo: $ cal 2005

71. last [-quantidade] (mostra informações sobre os últimos logins, onde em quantidade
você indica o número de logins)
Exemplo: $ last -10

72. tar -zxvf[arquivo.tar.gz] (descompacta um arquivo em formato .tar.gz)
Exemplo: $ tar -zxvf amsn-0.94.tar.gz

73. tar -jxvf [arquivo .tar.bz2] (descompacta um arquivo no formato .tar.bz2)
Exemplo: $ tar -jxvf gkrellm-0.12.tar.bz2

74. clear (limpa a tela do shell)
Exemplo: $ clear

75. free (mostra detalhes sobre a memória RAM)
Exemplo: $ free

76. time [comando] (mede o tempo gasto para abrir um programa)
Exemplo: $ time amsn

77. uptime (mostra o tempo desde do último boot)
Exemplo: $ uptime

78. lsattr [arquivo/diretório] (lista atributos de um arquivo ou diretório)
Exemplo: $ lsattr arquivo

79. whereis [executável/comando] (localiza o caminho de um executável/comando)
Exemplo: $ whereis amsn

80. who (mostra quem está conectado ao sistema nesse momento)
Exemplo: $ who

81. wget -c [URL] (faz download de arquivo na internet)
Exemplo: $ wget -c http://www.lugar.do.download/

82. whoami (mostra quem se logou primeiro no sistema)
Exemplo: $ whoami
83. lspci(lista os componentes PCI do seu computador)

Exemplo: $ lspci

84. init 6 (faz reiniciar o computador mais rápido)

Exemplo: $ init 6

85. init 0(faz desligar o computador mais rápido)
Exemplo: $ init 0

86. startx (inicia a interface gráfica padrão do sistema)

Exemplo: $ startx

Dicas:

1) Para listar todos os comandos disponiveis num terminal basta apertar TAB duas vezes, o terminal vai pergunta se você quer ver todos os comandos. Display all 3466 possibilities? (y or n)

Então basta aperta y ( yes-sim ) e todos os comandos serão listados, se apertar n ( no-não ) sera cancelado a listagem.
o numero de “possibilities” pode variar.

2) Para saber mais sobre o comando basta adicionar –help na frente exemplo:

wget –help

lspci –help

obs: geralmente os helps são em ingles.

3) O terminal tem sensibilidade com maiúsculas e minúsculas, tudo tem que ser digitado da maneira exata de como é escrito.

Anúncios

Acrescente 23GB a sua conta do Dropbox [UPDATED]

O Dropbox é um dos melhores serviços de armazenamento na nuvem que temos notícia, mas, em média, um usuário comum tem 5GB disponíveis para usar, o que pode ser pouco para alguns usuários desse serviço.

Dropbox

A HTC é uma das poucas fabricantes que tem um acordo com o Dropbox que dá direito, aos donos de dispositivos da marca taiwanesa que trazem a IU Sense 4.0, a espaço extra. Mas um hack divulgado pelo pessoal do Fórum XDA, permite que você aumente também a capacidade de armazenamento do seu Android para mais 23GB como os HTC, não acredita, pois veja como é fácil e rápido!

A primeira coisa que você deve fazer é desinstalar seu aplicativo Dropbox original e depois de desinstalado você precisará baixar e instalar o aplicativo com a assinatura dos HTC que o pessoal do XDA disponibilizou aqui ou aqui.

Após a instalação do aplicativo Dropbox “assinado” você deverá preencher com suas informações da sua conta e pronto. Se não aparecer na hora, espere alguns minutos e verá que sua conta deu um salto da sua atual capacidade ganhando mais 23GB de espaço extra.

Agora, você pode desinstalar o app do Dropbox “assinado” e instalar o original que você pode baixar do Google Play Store. Para evitar qualquer contratempo, não esqueça de mudar sua senha. Pronto, agora você terá esses 23GB de espaço extra durante 2 anos, que é o prazo que a HTC mantêm no acordo com a Dropbox, caso você queira ficar além do limite, você terá que pagar pelo espaço extra após expirar os dois anos.

O tutorial é um tipo de cheat que você dá no Dropbox, portanto, há também a possibilidade do serviço detectar a trapaça e a qualquer momento , portanto faça o tutorial e arquive seus dados por sua conta e risco, nós não nos responsabilizamos por qualquer problema que você venha a ter. Se você guarda arquivos importantes, sugiro você não efetivar o hack.

Fonte:Diarioandroid

 

[UPDATE]

Esse metodo nao funciona mais, a empresa está removendo o espaço das pesosas que seguiram este procedimento: Clique aqui e confira