Relembrando do game Golden Axe


Ahhh, Golden Axe! Um clássico eterno do mundo dos games! Com excessão das capas dos cartuchos que na minha opinião eram um pouco #FAIL. Enquanto ainda era apenas arcade, perdi as contas de quantas fichas comprava para jogar este jogo no fliperama, acredito eu que este seja o jogo que mais levou minha suada mesada embora. Quando voltava pra casa ficava pensando em estratégias para matar as malditas caveiras assassinas, ou se esquivar dos dragões que atiravam bolas de fogo, enfim, para os padrões da época, Golden Axe era “O GAME”!

História:

Golden Axe foi criado pela SEGA em 1989 e surgiu primeiramente nos Arcades. Nos anos seguintes foram lançadas cópias para os consoles Master System e Mega Drive da empresa, e depois de um tempo para diversos outros consoles. É um game de ação estilo medieval para 1 ou 2 players. No game os heróis Ax Battler (O Bárbaro), Tyris Flare (A Amazonas) e Gilius Thunderhead (O Anão) enfrentam inimigos que vão desde dragões a caveiras amaldiçoadas atravessando cenários repletos de obstáculos até o castelo de Death Adder, com o objetivo de resgatar o rei e a rainha que foram sequestrados pelo inimigo.

Versões:

O game teve duas continuações na sequência, Golden Axe II e Golden Axe III, mas na época também ganhou uma versão em RPG (no estilo Legend of Zelda do NES) para Master System chamada Golden Axe Warrior. O game também ganhou um remake com gráficos em 3D mas com o mesmo método de visualização lateral. A versão não agradou os fãs da série devido a detalhes como movimentos mal feitos dos heróis e efeitos que confundiam na hora do jogo, ou seja, a experiência foi frustrante.

Em 14 de Dezembro de 2008 a SEGA lançou a última versão do game para os consoles Playstation 3 e XBox 360, que se chamava Golden Axe: Beast Rider (gameplay abaixo). A principal protagonista é a Amazonas Tyris Flare. O game tem padrão 3D em terceira pessoa e tem 3 modos de jogo: Campaign, Challenge e Trial. Através de cada modo é possível desbloquear novas armas e melhorar os poderes da heroína. O game lembra bastante o jogo LOTR – Return of the King do PS2. É o primeiro game da série dedicado ao público adulto devido às diversas cenas de violência e algumas cenas que exploram a sensualidade da Amazonas.

Curiosidades:

Todos os heróis do game têm um motivo a mais para se rebelarem contra Death Adder. Ax Battler, o Bárbaro, teve sua mãe morta por ele. Gilius-Thunderhead, o Anão, perdeu o irmão gêmeo em uma batalha defendendo o lar contra a horda de Death-Adder. Membros da raça Dwarvish, são intrinsecamente ligados pelos valores emocionais e no caso de irmãos gêmeos, isso é intimamente violento. Gilius Thunderhead jurou por tudo que é sagrado unir-se ao irmão derrotando Death-Adder e posteriormente cometendo suicídio. Tyris, a Amazonas, também teve seu pai e sua mãe assassinados por Adder.

Fonte:RockNTech

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s