Carreira: Cresce a demanda por profissionais de segurança qualificados

Materia da IDGNOW

A demanda por especialistas de segurança da informação nos Estados Unidos e em outros mercados como o Brasil está superando a oferta disponível. No Brasil a carência por esses talentos é um reflexo da falta de profissionais qualificados para atuar em diversas áreas em TI.

Relatório divulgado pela Burning Glass Technologies, empresa americana que desenvolve soluções para comparar as ofertas de profissionais com oportunidades no mercado de trabalho, mostra que a demanda por especialistas em segurança cibernética cresceu 3,5 vezes mais que a procura por talentos de TI em geral e 12 vezes mais do que todos as outras vagas de emprego.

A conclusão da Burning Glass é baseada em um estudo que avaliou ofertas de empregos para os profissionais de segurança cibernética em empresas de diversos segmentos da economia e agências do governo dos Estados Unidos nos últimos cinco anos.

De acordo com a empresa, em 2012 havia mais de 67,4 mil vagas para profissionais de segurança cibernética distribuídas por companhias de diversos segmentos da economia, incluindo empresas de defesa, setor financeiro, saúde, varejo e serviços profissionais. Esse número é 73% maior do que o número das posições ofertados em 2007, segundo a pesquisa da Burning Glass.

Em comparação, o número de ofertas para profissionais de TI de todas as áreas cresceu cerca de 20% entre 2007 e 2012, enquanto as vagas de empregos em geral aumentaram apenas 6% durante o período.

Os dois talentos de segurança mais cobiçados pelos empregadores eram engenheiros de segurança da informação e analistas de segurança.

Uma em cada três vagas ofertadas para profissionais nessa área era para os engenheiros de segurança da informação. Quase 25% das oportunidades foram para analistas de segurança.

Matt Sigelman, CEO Burning Glass Technologies, avalia que a crescente demanda por profissionais de segurança da informação indica que as empresas e agências governamentais estão investindo mais dinheiro e esforço para proteger seus dados contra ataques.

Entretanto, o executivo afirma que a maior preocupação é saber se há oferta de talentos o suficiente para atender a demanda das empresas em razão do aumento de exigências para contratação desse tipo de mão de obra.

Exigência de certificação

Por exemplo, nos últimos dois anos, a maior parte das vagas exige que os candidatos tenham o Certified Information Systems Security Professional (CISSP), que saltou de 19 mil para mais de 29 mil credenciados.

Outra indicação da dificuldade crescente de empregadores norte-americanos de encontrar profissionais de segurança da informação qualificados são os anúncios de emprego. Eles geralmente levam 35% a mais do tempo que normalmente levariam para achar talentos de TI na hora de encontrar especialistas de segurança.

Julie Peeler, diretora da Fundação ISC2, que desenvolve programa CISSP, afirma que não há dúvida de que a crescente demanda está superando a oferta de especialistas em segurança.

Para o próximo ano, a executiva estima que haverá a necessidade de mais 330 mil profissionais de segurança em todo o mundo. O problema é que a quantidade de jovens talentos que estão saiado anualmente da faculdade não atende a demanda do mercado, informa Julie.

Uma pesquisa recente da Fundação ISC2 com cerca de 12 mil profissionais de segurança da informação em todo o mundo constatou que a escassez de talentos nessa área tem gerado impacto dramático sobre a capacidade das organizações de defesa contra ataque ou de se recuperar rapidamente de invasões cibernéticas.

“[A escassez] está causando uma pressão sobre a força de trabalho existente”, diz Julie. “Eles estão tendo que trabalhar mais e mais horas.”

A crescente escassez fez com que os salários para os profissionais de segurança da informação aumentassem em comparação com muitos outros cargos de TI.

De acordo com a Burning Glass, a média de salário para profissionais de segurança da informação em 2012 era 100,7 mil dólares contra 89,2 mil dólares por ano para outros talentos de TI.

Especialistas com certificações de segurança ganham um salário modestamente mais elevado, de acordo com estudo da Burning Glass. Em muitos casos, as empresas exigem essas credenciais como uma maneira de filtrar os candidatos com conhecimento comprovado dos que não são experientes.

“A demanda é alta, mas não há oportunidade para todos”, informa Roger Cressey, vice-presidente sênior da Booz Allen Hamilton.

Embora seja verdade que os empregadores estão procurando mais profissionais de segurança da informação, eles só querem talentos com muita experiência em áreas como a segurança de rede, governança, políticas e procedimentos. “Você tem que ter as habilidades exigidas” afirma o consultor.

Cressey observou que as universidades dos Estados Unidos, hoje, não estão treinando pessoas o suficiente para lidar com a demanda explosiva por especialistas em segurança de TI. A realidade do Brasil não é muito diferente.

Anúncios

Um comentário sobre “Carreira: Cresce a demanda por profissionais de segurança qualificados

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s