Destaques da CES 2019

Detector facial de gatos

 o Mookkie é um pote de ração inteligente: ele reconhece o rosto dos animais -não só os gatos.

A empresa italiana Volta diz que ele só libera a comida se a tigela for a daquele bichinho. Assim, se um estiver comendo uma ração especial, não corre o risco de outros pets se alimentarem dela.

TV “dobrável”

A LG apresentou a versão final de sua TV que se enrola como uma persiana (só que de cima para baixo) e cabe dentro de uma caixa quando não está sendo usada.

A marca sul-coreana promete lançar o aparelho de OLED 4K ainda neste ano, mas não divulgou quanto ele vai custar.

lg-rolltv_2.gif

Dentes limpos em 10 segundos

O aparelho Y-brush, que pode ser considerado uma evolução da escova de dentes elétrica, forma uma espécie de molde da boca. Suas cerdas macias de nylon fazem a limpeza simultânea de todos os dentes.

A escovação é feita em duas etapas, já que a escova só cobre uma banda por vez. Depois de 5 segundos, você vira o molde e faz a limpeza na outra parte da boca. Segundo a fabricante, a bateria dura até 1 mês, e a escova deve ser substituída a cada 6 meses. As vendas começam em abril, com preços a partir de 109 euros.

ybrush

Cerveja de cápsula

A LG mostrou uma máquina que permite fazer cerveja com elas. A HomeBrew, que não tem data para ser lançada, tem cápsulas com malte, lúpulo e condimentos para determinar o sabor da cerveja.

Por enquanto, os tipos de cerveja disponíveis são IPA, Pale Ale, Stout, Weiss e Pilsner. As cápsulas são produzidas pela britânica Mutons.

Não é tão rápido quanto um cafezinho, é claro. A máquina demora, segundo a empresa, duas semanas até terminar a produção de cinco litros da bebida. Terminado o processo, o aparelho se autolimpa antes de iniciar o novo ciclo.

lg-homebrew-00001

Smart House

A Samsung atualizou sua geladeira inteligente Family Hub com ajustes de interface e mais ênfase em seu assistente virtual, Bixby. O assistente de voz também entrará em carros e aplicativos como o Gmail e o Google Maps. Não há previsão da data de lançamento no Brasil.

samsung_family_hub.jpg

TV QLED 8K de 98″

As vendas de TVs com telas acima de 75″ dobraram nos EUA no último ano e por esse motivo a Samsung anunciou uma nova TV QLED com resolução 8K de 98 polegadas, a maior da marca até hoje.

A série 8K possui tela de Pontos Quânticos, 33 milhões de pixels, suporta entrada HDMI 2.1 e também estará disponível nos tamanhos 65″, 75″, 82″ e 85″.

Robô Bosch cortador de grama

Graças à Inteligência Artificial, a Bosch facilita ainda mais o cuidado com o gramado. O robô com controle de voz via Amazon Alexa consegue se adaptar ao jardim de cada usuário para cortar a grama de forma eficiente e autônoma

Dwiu6jYWoAArK25.jpg

Robô Bar

Um robô/bar autônomo que leva cerveja, vinho e salgadinhos pra qualquer lugar da sua casa.

 

Anúncios
Sem categoria

Top 20 ferramentas mais populares de hacking em 2018

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: Kitploit

Os 10 principais golpes no WhatsApp, Uber e outros aplicativos em 2018

Texto da minha colega Leticia Freitas.

O WhatsApp foi um dos alvos preferidos dos criminosos para tentar capturar informações dos usuários por meio de golpes virtuais em 2018. Eles usavam falsas promoções de marcas famosas, como Burger King, O Boticário e Cacau Show, para ludibriar as pessoas a clicarem em links maliciosos e, assim, ficarem vulneráveis a roubo de dados privados. O plano era obter informações para roubar as vítimas e até, em alguns casos, aplicar fraudes em nome delas. De acordo com especialistas de empresas de segurança digital, milhões de pessoas foram afetadas nos últimos meses.
Além do mensageiro, uma falsa promoção prometia um cupom de desconto de R$ 300 do Uber Plus e, segundo a DFNDR Lab, pelo menos 85 mil pessoas foram atingidas. Outros esquemas montados pelos hackers também usavam outras plataformas de rede social como o Facebook e Instagram. Essa era uma forma de diversificar os ataques e atingirem mais usuários, principalmente, por meio de celulares Android e iPhone (iOS). Confira, a seguir, a lista com os principais golpes que envolvem o WhatsApp e outros serviços da web em 2018.
1. Falso cupom da Burger King
 
A Burger King foi a primeira grande marca a ter seu nome atribuído a uma falsa promoção nas redes sociais neste ano. No início de janeiro, um link com uma pesquisa de satisfação sobre o atendimento prometia descontos em compras no fast food caso o usuário respondesse às perguntas e compartilhasse com os amigos, um uso comum do método de engenharia social. O prêmio seria um cupom de R$ 50 em lanches. Ao clicar no endereço eletrônico, o número do usuário era inscrito em serviços pagos de SMS e era induzido a realizar o download de apps falsos que infectavam o celular.
2. Falso desconto no Uber
Uma falsa promoção espalhada em sites e redes sociais prometia um cupom de desconto de R$ 300 do Uber Plus, programa de fidelidade da Uber que não foi lançado no Brasil. Para ganhar o prêmio, o usuário teria que preencher um formulário com dados pessoais e bancários, que seriam roubados pelos criminosos. Segundo a DFNDR Lab, pelo menos 85 mil pessoas tiveram acesso ao link e se expuseram à infecção de softwares maliciosos capazes de acessar dados pessoais.
3. Falso processo seletivo da Cacau Show
 
Com o alto índice de desemprego, criminosos espalharam pelo WhatsApp textos e imagens referentes a um suposto processo seletivo da empresa de chocolates Cacau Show, para vagas como vendedor, auxiliar de limpeza e Jovem Aprendiz. Ao clicar no endereço, a vítima teria que informar os dados pessoais para poder participar da falsa seleção. Em apenas 24 horas, mais de um milhão de pessoas já tinham acessado a plataforma maliciosa e estavam em perigo de serem roubados a partir da coleta de informações pelos hackers.
4. Promoção de O Boticário copiada por criminosos
Cibercriminosos imitaram uma promoção verdadeira criada pela empresa de cosméticos O Boticário, na qual os usuários deveriam indicar amigos para ganhar loções hidratantes da linha Nativa SPA. Assim, eles produziram um link falso contendo as mesmas informações da oferta original para divulgar pelo WhatsApp. Ao clicar na farsa, o usuário liberava o smartphone para receber notificações que poderiam conter links maliciosos, com o perigo de ter seus dados roubados.
5. Golpe na Páscoa
 
No mês de março, período que antecedia a Páscoa, uma propaganda mentirosa oferecia vales-presentes de R$ 800 no WhatsApp. Para isso, os bandidos usavam imagens de coelhinhos e ovos de chocolate, tradicionais para esse período do ano. Apesar de não estar associada a nenhuma marca famosa, o golpe direcionava usuários à página maldosa chamada “Páscoa Premiada”.
6. Número clonado no WhatsApp
 
Um novo tipo de golpe chegou ao WhatsApp em dezembro, desta vez “clonando números” sem precisar quebrar a segurança do mensageiro. Criminosos compravam chips novos e ligavam para as operadoras para reativar o número daquele cartão, com a desculpa de terem o celular roubado ou perdido. Com a linha reativada, os bandidos tinham acesso a grupos e contatos do antigo usuário, e, a partir daí, entravam em contato com amigos e familiares fingindo ser a vítima para pedir o depósito de valores. As justificativas mais usadas eram a compra de eletrodomésticos ou a quitação dívidas.
7. Golpe de cinema
Cerca de 50 mil brasileiros foram impactados no WhatsApp com uma oferta de ingressos para o filme “Vingadores: Guerra Infinita”, da Marvel. De acordo com a PSafe, ao clicar no link, o usuário teria que preencher um formulário com perguntas fake, que sempre “premiavam” a vítima, independente das respostas. Essa era a artimanha usada pelos bandidos para capturar dados dos usuários da plataforma de mensagens.
8. Falsa consulta ao PIS
 
No mês de junho, uma mensagem mal intencionada circulou pelo WhatsApp e se aproveitava do pagamento do PIS-Pasep para prometer ao trabalhador uma forma fácil de visualizar o saldo do benefício. Cerca de 116 mil pessoas foram lesadas por conta dessa estratégia criminosa. A página exibia um texto com a assinatura da Caixa Econômica Federal e indicativos sobre a liberação dos valores. Assim como em outros golpes, o usuário teria que responder a uma série de perguntas para ter acesso ao conteúdo.
9. Recarga falsa
Uma falsa promoção oferecia R$ 70 em créditos para celular em troca de compartilhamentos da mensagem no WhatsApp. O link malicioso instalava aplicativos no smartphone das vítimas e, apesar de não serem perigosos, gerava faturamento para os criminosos a cada download. A recarga, obviamente, nunca era concedida. Pelo menos 26 mil usuários foram afetados pela estratégia dos hackers.
10. Falso Ray-Ban no Instagram
Um anúncio falso se espalhou no Instagram com a promessa de oferecer óculos da marca Ray-Ban com até 90% de desconto. Os posts eram publicados sem autorização nas contas dos usuários, que eram pegos de surpresa. A ação possivelmente foi fruto de pishing — roubo de dados, senhas muito fáceis de serem quebradas ou mesmo do uso de apps maliciosos com autorização para acessar login e senha da rede social.
Para ler a notícia completa, clique aqui.

Dicas da SANS para Pentesters

SANS Poster: Building a Better Pen Tester

O Catálogo de Teste de Penetração da SANS chegou (em formato PDF)! Esta publicação do blog é para a versão PDF para download do novo cartaz “Blueprint: Building a Better Pen Tester”. A frente do cartaz está cheia de informações úteis diretamente dos cérebros dos Instrutores de Teste de Invasão da SANS. Estas são as dicas de teste de invasão que compartilhamos com os alunos do SANS SEC560: Teste de Penetração de Rede e Hacking Ético e nossos outros testes de invasão, hacking ético, desenvolvimento de vulnerabilidades e cursos de avaliação de vulnerabilidade. A parte de trás do cartaz tem uma lista de verificação para escopo e regras de engajamento, comandos de linha de comando para Metasploit, Scapy, Nmap e PowerShell, e informações sobre o Slingshot e o SANS Pen Test. Nossa esperança é que o conhecimento contido neste poster o ajude a se tornar um melhor pentester. E se você não é atualmente um pentester, a informação o ajudará a tornar-se um profissional de segurança de informações mais informado.

PENT-PSTR-SANS18-BP-V1-01

PENT-PSTR-SANS18-BP-V1-02

DOWNLOAD

Parsing do Nessus, Burp e Nmap e script para juntar vários scans do Nessus

Pessoal segue no fim do post 2 scripts para parsing e merging do Nessus, o qual gera um Excel bem amigável do Nessus.
Para juntar vários scans em um só, colocar arquivos no formato .nesssus em uma pasta e colocar na mesma pasta o arquivo “merge.py”.
Exemplo:
Arquivo01.nessus
Arquivo02.nessus
Arquivo03.nessus
Supondo que todos estejam na Pasta “Desktop”, copiar o arquivo merge.py para a pasta “Desktop” e no terminal executar:
python merge.py
Será gerado na mesma pasta um outro arquivo .nessus. É possível importar o arquivo com o consolidado no Nessus caso queira.
Para fazer um parsing do Nesssus para Excel, utilizar o arquivo parse_nessus_xml.v22.
Não precisa estar no mesmo local do .nessus.
Basta no terminal:
perl parse_nessus_xml.v22.pl -d /LOCAL_DO_ARQUIVO_.NESSSUS_QUE_VOCE_QUER_FAZER_PARSING
Será gerado um excel na pasta do arquivo .nessus em formato excel
Cuidado, se tiver mais de um .nessus na pasta, ele vai tentar fazer parsing de tudo, pode dar problema. não recomendo.
Também estou incluindo outra ferramenta, chamada MagicTree, a qual também consegue gerar relatórios inclusive em formato DOC do Nessus, Burp e NMAP.
Os relatórios podem ser customizados facilmente editando os templates.
Para mais informações do MagicTree clique aqui