Certificação na area de virtualização

Texto do colega Vinicius Apolinario da Microsoft

Virtualização é um assunto que está sendo absurdamente abordado nas empresas. Desde as pequenas até grandes organizações perceberam que os ganhos com virtualização são imensos, uma vez que você consegue otimizar recursos e aumentar a economia em diversos pontos. Logo, capacitar-se em Virtualização será um diferencial em sua carreira. Se você está pensando em se destacar no mercado, com certeza as certificações em Virtualização irão lhe ajudar muito.

Abaixo, você poderá escolher dentre as provas disponíveis na carreira MCTS:

Exame Nome
70-659 TS: Windows Server 2008 R2, Server Virtualization
70-669 TS: Windows Server 2008 R2, Desktop Virtualization
70-652 TS: Windows Server Virtualization, Configuring

Para demonstrar grande experiência e tornar-se um profissional com maior visibilidade, você poderá obter a certificação MCITP:

Exame Nome
70-693 PRO: Windows Server 2008 R2, Virtualization Administrator

No site da prova, você poderá conferir todo o conteúdo de cada prova, assim como os materiais que podersão ajudá-lo nos estudos. Boa sorte nas provas!

Comparativo do Hiper-V com o Vmware

By Diego Piffaretti

Escolher o software ideal para virtualização pode ser uma tarefa complexa.O Hiper-V da Microsoft tem travado uma boa competição com o Vmware, especialmente no Windows Server 2008 R2.

Hyper-V versus VMware – Preço
Se você já tiver um Windows Server 2008 instalado e licenciado, você pode baixar Hyper-V Server sem nenhum custo. O único custo é para System Center management framework. A Microsoft inclui o gerenciamento de ambientes físicos e virtuais com Hyper-V e VMware.

Hyper-V oferece recursos de migração: Migração Live está incluído no Windows Server 2008 R2, sem custos adicionaisJá tive a oportunidade de testar isso e posso conformar e atestar a robustez do R2 com a VMware, VMotion em ambas as edições  Foundation e Standard, mais existe um custo adicional  se você quiser adicionar recursos de migração.

Dê uma olhada na tabela a seguir, você vai ver lado a lado a comparação do custo vs VMware Hyper-V.A tabela compara os recursos do VMware Virtual Infrastructure Enterprise e os preços de usar o Virtual Infrastructure Foundation. Os custos são de cinco servidores físicos.Aqui a suposição é de que você já pagou o Sistema do Servidor Host

Hyper-V R2 versus VMware – Feature Comparison
O gráfico a seguir compara características essenciais do VMware Enterprise com Microsoft Windows Server 2008 Hyper-V (r2) e com o System Center Management core.

VMI: VMware Infrastructure WS08: Windows Server 2008 R2
VCB: VMware Consolidated Backup SMSE: System Center Server Management Suite
VMM: Virtual Machine Manager          DPM: Data Protection Manager

Notas:
Com a Microsoft, a virtualização com o Hyper-V foi incorporado ao Windows Server 2008. Para compras pesadas da Microsoft, isso significa uma maior integração com sua infra-estrutura e ferramentas de gestão. Como o Hyper-V faz parte do Windows Server 2008, sua equipe de TI vai usá-lo perfeitamente, porque eles estão familiarizados com o Windows look-and-feel.

Menos máquinas virtuais, em algumas situações, pode ser executada no Hyper-V do que você pode sobre ESX Server, mas o Hyper-V é baseado no Windows Server 2008 e por isso você pode executar estas máquinas muito bem em qualquer configuração de hardware, qualquer hardware  que é projetado para suportar o Windows. Você pode executar no VMware dezenas de servidore do que você pode executar no Windows. Isso significa que o Hyper-V pode ser executada em centenas e centenas, senão milhares, de configurações no servidor e considerando isso o VMware é um produto mais limitados por causa disso.

Uma coisa que a Microsoft tem feito muito bem é que eles tentaram adicionar o máximo de ferramentas de gestão  para a virtualização , mais é claro,que a líder de mercado em termos de ferramentas de gerenciamento de virtualização é o VMware. A Microsoft tem quase tantas ferramentas como o VMware em termos de gestão de virtualização.

No Hyper-V dá suporte para novos processadores da Intel de seis núcleos, o que significa que você pode executar até 24 núcleos.

Microsoft oferece suporte a um número limitado de distribuições Linux (SUSE hoje), de modo manter isso em mente. Se você tem um maior número de plataformas de apoio, o VMware ESX Server é a sua escolha.

Hyper-V permite que você gerencie a parte virtual e física de ambientes virtuais e usa muito deployment, configuração, monitoramento e metodologias de backup em ambos. de resposta da VMware para a gestão é usar o Virtual Infrastructure Enterprise e Virtual Center, mas mesmo estas ferramentas não permitem gerir vários hipervisores, recursos físicos ou aplicações. Você também pode querer ver como o Hyper-V se compara com Xen.

Concluindo
No fim podemos perceber que VMware apresenta maiores taxas de consolidação do que o Hyper-V e podem ser executados em modelos mais antigos da CPU, enquanto que o Hyper-V é executado somente nos mais modernos – e mais caro – processadores com tecnologia de virtualização de assistência, e ele usa mais  memória por machina virtual.

Para mim, em servidores modernos e com boas configurações , o Hiper-V é a melhor escolha, mais para servidores mais antigos e que se utilizam de plataforma aberta como o Linux, não pense 2 vezes, o Vmware é a opção correta!